A NF-e 4.0 entrou em vigor, mas e agora?

24/08/2018  |  Scharlack Advogados

O varejo vem passando por uma das maiores mudanças de sua história: a transformação digital. Diante de omnishoppers cada vez mais exigentes, a grande concorrência entre os players do mercado e a constante busca pela melhor experiência do cliente, as empresas precisam se reinventar. Mas isso não é novidade.

Um novo conceito de varejo traz consigo novos desafios, principalmente no que diz respeito à esfera fiscal. Com toda essa transformação, é preciso investir no acompanhamento das normas que regulamentam a emissão de documentos fiscais digitais no Brasil, pois as mudanças são constantes e, desde janeiro de 2018 até o momento, inúmeras normas técnicas foram e continuam sendo publicadas com informações importantes que evidenciam claramente a complexidade do tema.

A mais recente delas foi uma nota técnica que alterou o layout da versão 4.0 da Nota Fiscal Eletrônica, a NF-e 4.0, que está em vigor desde o dia 02 de agosto e substitui a versão 3.1 que finalmente fora desativada.

A nova versão da NF-e traz alterações estruturais no seu layout, sem grandes impactos operacionais, até porque nenhuma das alterações advém da legislação tributária. Porém a empresa precisa estar atenta às mudanças e atualizar o seu ERP para que não tenha problemas indesejados com rejeição de NF-e’s (NT 2016.002).

Mas, afinal, o que muda?

Sistemas ERP na
estratégia omnichannel

entrevista com Samuel Gonsales